sábado, 24 de dezembro de 2016

Feliz Natal!




Feliz Natal! Que as crianças possam, hoje e sempre, externar sua simplicidade e espontaneidade.
E que os adultos, ao permitir esta expansão, também  a vivam.
Por mais Amor e Compreensão. Por mais Paz!


A todos que caminharam junto mais esta jornada, desejo que a noite de hoje seja coroada de Amor, Compreensão, Paz, Alegrias! Muitos Abraços e Carinhos! E que isto se estenda por Todo o Sempre!
A Humanidade precisa MUITO de mais e mais Ternura, Afeto, Tolerância, Candura!
Beijos e Felicidades!
Marise Jalowitzki



 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 

blogs:
www.compromissoconsciente.blogspot.com.br


LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM

Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade


quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Mais uma forma de lesar o consumidor. Estejam atentos!

Mercado varejista e o movimento de final de ano exigem maior cuidado e controle. Roubar é crime!




Por Marise Jalowitzki
22.dezembro.2016

Triste, mas verdadeiro! E, desta vez, apenas a supervisão não é o bastante!

Há poucas horas fui a uma loja do bairro, onde sou cliente há anos. Uma dessas lojas conceituadas, com quase duzentas filiais espalhadas pelo estado. Fui lá para adquirir algumas peças cama-mesa, de última hora, e, assim, efetivamente, aconteceu.

Apesar do burburinho natural nesta época do ano, ainda assim permaneceu o clima amistoso dos competentes atendentes e caixa. Tudo certo.

Tenho uma ressalva com esta loja, principalmente neste final de ano, onde, na entrega da mercadoria, há vários funcionários de temporada. Eles conferem, sim, o material que está dentro das sacolas, mas, por algum motivo, deixaram de ver os dois últimos itens lançados na Nota Fiscal.

Como sempre faço, cheguei em casa e conferi: produtos, etiquetas, nota fiscal e comprovante (uso do cartão). Pode parecer hilário, mas até "faço a conta" novamente, para ver se os valores inscritos fecham. Pois hoje me parabenizei! Esta estratégia é válida! Simplesmente, foram inscritos dois produtos a mais, ao final da relação (discriminação dos produtos). COMO? Não sei! A garota do caixa sempre pergunta, para confirmar. Lê os produtos e pede a anuência do consumidor. E assim ocorreu! SÓ QUE, ALI ESTAVA! Valor diferente (a mais, óbvio!)  e dois produtos que eu não havia adquirido e que, portanto, não estavam comigo (óbvio!).

Ou seja, eu estava pagando, mas não estava levando!!! rsrs
Tudo o que eu queria comprar, comprei, mas iria pagar por mais produtos!

Retornei à loja, expliquei tudo para a gerente (que já me conhece há anos), ela chamou a atendente que, de início, colocou um tanto em dúvida o que eu dizia, mas, como fui categórica (já havia apresentado todos os tíquetes com os códigos de barra), não teve como argumentar.
Eu ainda disse, ironizando:
- Querem ir lá em casa, agora, verificar, vamos!
A gerente muito séria afirmou: "Isso não é preciso!"

A moça acabou segurando meu braço (senti a aspereza de sua mão) e disse:
- Desculpa! Não sei como me passei! Desculpa!


Como a questão está agora e ponderações:

1 -  A gerente perguntou se eu tinha intenção de realizar novas compras até o final do ano. Eu disse que sim, pois tenho outras aquisições a realizar. Propôs, então, que eu ficasse com este valor em apenso, disponível, para ser descontado na próxima compra. Escreveu no cupom fiscal. OK.

2 - Fiz questão de apenas resolver a situação de modo que eu não fosse lesada, mas quero retomar o assunto após o Natal. Saber quais foram as providencias adotadas. Quem foi responsabilizado, já que é uma ação conjunta atendente e caixa.

3 - Fiquei constrangida e não quis brigar, até porque os fatos ainda não estão totalmente esclarecidos, mas, com certeza, não fui eu a primeira pessoa a ser usurpada com esta estratégia conjunta!

4 - Até agora, parece-me, apenas com uma denúncia como a minha é que a gerência poderia tomar conhecimento desta ação. Pois, sendo a loja grande, mais de uma dezena de caixas, no final do dia a documentação "batendo", como iriam saber?

5 - Fiquei triste porque, provavelmente, haverá demissões. Muitas pessoas usam a criatividade para poder se beneficiar, ainda que de maneira torpe e desonesta. Tanta gente disputando emprego e, quem consegue, pensa em levar vantagem ilícita!!

Não é o que comentamos sempre?? Não é só Lava Jato, Zelotes e todos os demais escândalos e operações. Cidadãos "comuns" também estão inoculados pela corrupção, pelo "onde posso lucrar"??

Por isso, considero importante todos os clientes, em especial os de idade madura, como eu, que redobrem os cuidados, que verifiquem e controlem o que compram e o que pagam. E reclamem.

Sim, eu poderia ter feito um escarcéu, ameaçado de ir ao Procon, de comunicar à matriz, mas, por enquanto, vou apenas deixar assim como está e ver o que acontece nos próximos dias. Quero saber como a gerência lidou com a situação.



 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 

outros blogs:
www.compromissoconsciente.blogspot.com.br


LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM
Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade






QUEM GOVERNA SUA VIDA? FIQUE VIVO!!!

Natal e final de ano - maior número de suicídios. Ajude a evitar este triste escore!!

Pouca gente quer comentar, mas a verdade é que temos de abordar mais e mais este tema! Índice de suicídios aumenta assustadoramente, cada vez mais pessoas desistem de viver. E, além da competição enlouquecedora em que se transformou o (antigo) lindo ato de viver, de estar vivo, também temos agora o fenômeno do excesso de medicação, a chamada medicalização! Ou seja, o indivíduo se sente alijado socialmente, sente os dedos apontados, deixa-se machucar em sua autoestima e vai procurar "recurso". 
Os medicamentos tarjados podem ajudar, sim, nos momentos agudos de crises emocionais, só não podem se tornar tratamento ad eternum, sob pena de criar imprevisíveis novos problemas, onde,  um dos maiores, é a tentativa de suicídio!



             QUEM GOVERNA SUA VIDA? FIQUE VIVO!!!


Por Marise Jalowitzki

Sempre muito, muito devastador pensar que a cada final de ano tantas pessoas desistem! 

Como devemos disseminar pensamentos e sentimentos de Mais Valia!

O que cada um deve fazer: não se comparar aos demais e, sim, valorizar o que se foi, o que se é, e acreditar na validade do que se pode fazer!

Vamos mudar o rumo desta historia e Valorizar mais a Vida???

Quando "Sucesso" vira apenas sinônimo de posses! Consumir, ter, "ganhar as mina", nada, nada a ver com autovalorização.
Compensção material, física, qualquer coisa palpável não é "Sucesso". SUCESSO é conseguir estar bem consigo mesmo! E isto não depende dos outros! Busque em si os recursos! Não desista! Aposte! 


Tem sempre alguém torcendo pela manutenção de sua Vida! Como eu, por exemplo, e tantos outros, que te enviam um abraço agora mesmo! Persista! 

Sempre tem algum ser pertinho de você que te curte, seja uma pessoa, um animalzinho, uma planta, o ar que te acaricia o rosto, um alimento que te diz: te nutre! vá em frente! amanhã, ou segunda-feira, depois destas datas instituídas para o consumo e a ostentação, TUDO vai melhorar!

Coma bastante pipoca, castanhas (oleoginosas), comida com pimenta, gengibre, evite álcool, drogas, antidepressivos!
Fique longe de músicas, fotos, etc., que te tragam lembranças tristes.
Fique longe de pessoas e-ou conversas que te põem pra baixo, que te desvalorizam. E, se não puder, ponha um fone de ouvido e feche os olhos. Melhor ser visto como esquisito e antissocial que desistir e se tornar apenas uma breve lembrança!
E, se não puder colocar o fone de ouvido, pois podes estar acamado, feche os olhos, tente cobrir os ouvidos, pense em outras coisas, imagine lugares bacanas, crie seu universo paralelo! Siga em frente!
Dia após dia.
Passinho após passinho, ainda que imaginário. Funciona!

E, se for o caso, quando der, procure um médico homeopata, um fitoterapeuta, um terapeuta floral, um terapeuta antroposófico. 

Fuja dos antidepressivos tricíclicos, pois eles estimulam as tendências suicidas, os pensamentos de morte.

Medicação psicotrópica, só em casos graves, por tempo determinado, e sob supervisão médica competente

amoxapina - (estrutura parecida à imipramina) - Amoxapine, Depilox-100
butriptilina - clomipramina - Anafranil
amitriptilina - Amitril, Tryptanol
clomipramina - Anafranil 
desipramina - Tofranil, Norpramin,  CBHPM 4.03.02.12-1 -  Sinônimo: Cloridrato de desipramina
doxepina -  Sinequan, Aponal, Adapine,  Adapin, Doxal, Deptran, Sinquan
doxepinalmipramina
imipramina - Imipra, Tofranil
maprotilina - Ludiomil
nortriptilina - Pamelor, Aventyl
protiptilina - cloridrato de propranolol, Vivactil, Victil, Concordin, Concordine
trimipramina - Trimeprazina, Surmontil (EUA)

Medicação psicotrópica, só em casos graves, por tempo determinado, e sob supervisão médica competente


Estes também desenvolvem dependência no uso continuado, por isso tão importante o monitoramento:

clonazepam (Rivotril - o mais vendido!!),  
sertralina (Zoloft, Serenata)  
Fluoxetina (Prozac, Eufor 20, Daforin, Psiquial, Deprax, Depress, Digassim, Fluxene, Neo Fluxetin, Nortec, Prozen, Psiquial, Verotina, Fluctin, Fludac, Fontex, Foxetin, Lovan, Prodep, Prozac, Psipac, Sarafem, Selectus, Symbyax)
Paroxetina (Pondera, Deeplim, Moratus, Celibrin, Arotin, Benepax, Paxan, Paxtrat, Roxetin) 

Melhor tomar chazinhos, pular muito, caminhar ao ar livre, sem destino, procurar brincar com alguém, e, se tiver com quem conversar, fale, mas fale muito!
Tome bastante água. Tome sol direto em seu corpo (contêm vitamina D). Tudo ajuda!

Receba Vibrações Positivas!! Muitas!!


"Doenças mentais não se devem a alterações químicas no cérebro." (Whitacker)


ANSIEDADE
Nome genéricoNome comercial
AlprazolamAltrox (br), Apraz (br), Frontal (br), Tranquinal (br), Unilan (pt), Xanax (pt)
BuspironaAnsienon (br), Ansitec (br), Ansiten (pt), Busansil (pt), Buscalma (pt), Buspanil (br), Buspar, Itagil (pt), Psibeter (pt)
ClordiazepóxidoLibrax (pt), Limbitrol (br), Psicosedin (br), Menotensil (br)
ClonazepamClonotril (br), Navotrax (br), Rivotril
DiazepamAnsilive, Calmociteno, Compaz, Dienpax, Kiatrium, Menostress, Metamidol, Noan, Relapax, Somaplus, Valium
FluoxetinaDaforin, Deprax, Depress, Digassim, Eufor 20, Fludac, Fluxene, Fontex, Foxetin, Lovan, Neo Fluxetin, Nortec, Prodep, Prozac, Prozen, Psipac, Psiquial, Sarafem, Selectus, Symbyax, VerotinaFluctin
FluvoxaminaDumyrox, Luvox
LorazepamAnsilor, Lorenin, Lorax, Lorsedal, Max-Pax, Mesmerin, Ativan, Temesta, Tavor
ParoxetinaPondera
ReboxetinaEdronax, Prolift
CitalopramClorpromazinaMoclobemida, usadas ocasionalmente

DEPRESSÃO
Nome GenéricoNome comercial
AmitriptilinaADT-Zimaia (pt), Tryptanol (br), Tryptizol (pt)
BupropionaWellbutrin (br), Zyban (substância também conhecida como amfebutamona em Portugal)
CitalopramCipramil (br)
ClomipraminaAnafranil
EscitalopramCipralex(pt), Lexapro (br)
FluoxetinaDaforin, Deprax, Depress, Digassim, Eufor 20, Fluxene, Neo Fluxetin, Nortec, Prozac, Prozen, Psiquial, Verotina, Fluctin, Fludac, Fontex, Foxetin, Lovan, Prodep, Prozac, Psipac, Sarafem, Selectus, Symbyax
FluvoxaminaDumyrox (pt), Luvox(br)
ImipraminaTofranil
MoclobemidaAurorix
NortriptilinaNortelor (pt), Pamelor(br)
ParoxetinaPondera
ReboxetinaEdronix (pt), Prolift (br)
SertralinaZoloft, Sercerin, Novativ, Tolrest, Serenata, Assert
TianeptinaStablon
TrazodonaTriticum (pt)
VenlafaxinaEfexor, Effexor XR
Desipramina, hormônios tireoidianos, sal de lítio algumas vezes utilizados

Referências:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_medicamentos_psiqui%C3%A1tricos_de_acordo_com_sua_indica%C3%A7%C3%A3o 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Amoxapina - Doxepina



Mais sobre o tema:



Quando "Sucesso" vira apenas sinônimo de posses! Consumir, ter, "ganhar as mina", nada, nada a ver com autovalorização.
Compensção material, física, qualquer coisa palpável não é "Sucesso". SUCESSO é conseguir estar bem consigo mesmo! E isto não depende dos outros! Busque em si os recursos! Não desista! Aposte! Tem sempre alguém torcendo pela manutenção de sua Vida! Como eu, por exemplo, e tantos outros, que te enviam um abraço agora mesmo! Persista!!

Natal e suicídios - Maior número ocorre nesta data


NATAL E SUICÍDIOS
- Você sabia que o maior número de suicídios ocorre nesta data?

Por Marise Jalowitzki




"A psiquiatria está em crise."





Por 
Publicação original - 06.fevereiro.2016
Neste blog: 03.agosto.2016
http://compromissoconsciente.blogspot.com.br/2016/08/doencas-mentais-nao-se-devem-alteracoes.html


Mais sobre o tema na página de links, neste blog:

Direito à Vida


Suicídio - O que leva uma pessoa a desistir

http://compromissoconsciente.blogspot.com/2012/01/suicidio-o-que-leva-uma-pessoa-desistir.html



Querendo, leia também:
Natal é momento de avaliação e 
redirecionamentos, de abraços e gratidão


Natal - Festas e Reencontros












Natal - Festa de Consumo e Angústias



















 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 

outros blogs:
www.compromissoconsciente.blogspot.com.br


LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM
Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Ação Social - Doadores do Livro TDAH Crianças que Desafiam



Quer participar? Você se torna um colaborador e pode dispor do espaço para divulgação do seu trabalho (banner) pelo valor mensal de um livro que será revertido para a Ação Social. Quem quiser participar, só entrar em contato. (por aqui mesmo, no face, marisejalowitzki@gmail.com)





Marise Jalowitzki

Há dois anos, sistemicamente, tenho por prática social brindar pessoas e-ou instituições sociais com um exemplar do Livro TDAH Crianças que Desafiam. Pessoas e-ou organizações que tem parcas condições financeiras (ou que estão com problemas financeiros temporários) e querem-precisam usufruir dos conhecimentos, informações e esclarecimentos contidos no referido Livro.

Algumas mães adquiriram exemplares para levar para a professora, para a psicóloga, para a psicopedagoga, para a mãe-avó. Alguns professores adquiriram exemplares para saber trabalhar ainda mais aprimoradamente em sala de aula (incluindo as Salas de Recursos). Alguns psicólogos adquiriram exemplares para dar a mães e pais de pacientes seus, a fim de proporcionar maior entendimento do que significa receber um diagnóstico e viver com o rótulo em um mundão como o nosso, que adora estigmatizar e julgar, sectarizar e excluir.

Pois agora, para reforçar ainda mais esta prática, também há uma Ação Social institucionalizada: no Blog www.tdahcriancasquedesafiam.blogspot.com.br há um banner-tipo-comercial na barra lateral direita, onde o especialista - adepto à não medicalização em crianças - deixa informações (tipo publicidade) de seu trabalho e, mensalmente, colabora com o valor de quase um exemplar do Livro TDAH Crianças que Desafiam, que reverte nisso mesmo: mais uma pessoa ou entidade recebe um Livro. Mensalmente este especialista recebe, inbox, o nome da pessoa-instituição que recebeu o exemplar (prestação de contas), nome que será mantido em total sigilo entre as partes, pois não é nosso objetivo esta divulgação de quem recebeu e, sim, fazer chegar a obra ao maior número de pessoas que realmente se interessam em conhecer e aplicar seu conteúdo.

Quero dar uma especial oferta de GRATIDÃO ao EDSON DAMIÃO, psicopedagogo, arteterapeuta e terapeuta floral do Rio de Janeiro, que já antecipou alguns meses, proporcionando presentes bem legais a algumas famílias.

Quem quiser participar, só entrar em contato.

Repito sempre que este livro não é "apenas" mais um livro e, sim, depoimentos de Vida, muita Vida, fatos ocultados pela "grande midia", uma coletânea de informações, fruto de pesquisas de autores diversos, especialistas em Saúde criteriosos e compromissados em frear este aumento assustador no uso de psicotrópicos, especialmente em crianças. Assim, quando disserem: "Ela não é médica, ela é educadora!", perfeito! Este não é um livro com meras transcrições de publicações científicas (muitas vezes encomendadas pela indústria farmacêutica e, portanto, com resultados previsíveis, bem de acordo com o que quer o contratante...)
O Livro está recheadinho das experiencias, afirmações e estudos de pais e mães e dos especialistas. Eu sou especialista em Desenvolvimento Humano e analiso, avalio, olho os efeitos no entorno, do entorno. E publico.
Também há vários depoimentos de pais que, inclusive perderam seus filhos, por desconhecerem os efeitos colaterais, os potenciais riscos do uso destes psicotrópicos em crianças, corpinhos em desenvolvimento.
Assim, muita coisa que é escondida em nosso país, está ali. Há alguns poucos livros igualmente denunciativos (como a obra da pediatra da Unicamp Maria Aparecida Moysés) mas, na "grande midia", quase nada ou nada consta como alerta!!
Que venha mas e mais Luz, pois o Conhecimento liberta!
Abraços e Felicidades a todos!
 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano saudável. marisejalowitzki@gmail.com 
blogs:
www.compromissoconsciente.blogspot.com.br


LIVRO TDAH CRIANÇAS QUE DESAFIAM
Informações, esclarecimentos, denúncias, relatos e dicas práticas de como lidar 
Déficit de Atenção e Hiperatividade