terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Ruby Nell Bridges Hall - Para pais de filhos determinados

Ruby Nell Bridges Hall - Imagem TV Comunitária DF


Inicialmente este texto foi recebido em publicação de amiga no Facebook, sem menção de autor. 
Hoje, 28.janeiro.2020, encontrei o texto e a imagem neste link:  https://www.tvcomunitariadf.com/2019/08/30/para-nao-esquecer-jamais/

Pela beleza da mensagem e o sensível reconhecimento, transcrevo:

"Para não esquecer Jamais!

No dia de 30 de agosto1960, a pequena Ruby Nell Bridges Hall, mais conhecida como Ruby Bridges, com pouco mais de seis anos de idade, se torna a primeira criança negra autorizada a estudar em uma escola primária exclusiva para pessoas de cor branca, na Louisiana.

De início foram seis os aprovados nos testes para estudar na William Frantz Elementary School, mas os demais ficaram com medo e apenas Ruby enfrentou a questão, mesmo desagradando seus pais. Ia sozinha para a escola e sofria ameaças tão diretas que o Presidente Eisenhower, destacou escolta policial dos U.S Marshals para protege-la. No dia de hoje quando foi a aula em seu primeiro dia na nova escola todos os professores se recusaram a lhe dar aulas e os pais removeram os filhos, o caos se instalou e na verdade Ruby só teve aulas no dia seguinte quando a professora Barbara Henry, passou a ensiná-la.

Além de ser escoltada por agentes federais de casa para escola e vice versa, seu lanche era separado das demais crianças, pois havia uma real ameaça de envenenamento contra a menina. Sua família foi perseguida, o pai e os avós que trabalhavam em uma fazenda perderam os empregos.

Mas nem tudo foi segregação. Alguns pais se recusaram a retirar seus filhos da escola e Ruby passou a ter colegas de classe, pessoas escoltavam a escolta policial para garantir sua segurança e ofertaram ao seu pai um novo emprego.

Em 2001 o Presidente Clinton laureou Ruby com a Presidential Citizens Medal, em 2005 ela tb perdeu sua casa com a passagem do furacão Katrina. Em 2011 o Presidente Obama teve a honra de conhecer Ruby Bridges, na inauguração de uma obra em sua homenagem e disse a ela em agradecimento "Eu acho que é justo dizer que, se não fosse por você, eu poderia não estar aqui e nós não estaríamos olhando para isso juntos".

Em 2014, uma estátua de Bridges foi erguida no pátio do William Frantz Elementary School. A escola que frequentou apenas por sua força de vontade.

Esse é o Estofo dos Grandes e se manifesta desde pequenos.

Ei-la indo para a escola com escolta federal

Gratidão 💗💗
 Ruby por sua coragem e determinação e abrir o caminho para nós!"

(Texto e imagem transcritos de: https://www.tvcomunitariadf.com/2019/08/30/para-nao-esquecer-jamais/)




 Ruby Nell Bridges Hall é uma ativista estadunidense
Imagem: pt.wikipedia.org 
Nascimento8 de setembro de 1954 (idade 65 anos), Tylertown, Mississípi, EUA


Fica a reflexão para todos os pais que possuem filhotes determinados:
Ao invés de tolher, de se vergar às críticas de terceiros, auxiliem, proporcionem oportunidades, aceitem ajuda, mudem seus paradigmas!

Esta garotinha quis enfrentar este mundo preconceituoso, recebeu o aval dos pais (que, inclusive, perderam o emprego por conta desta decisão). O Estado assumiu, deu proteção (escolta) para a menina!

Ela conseguiu!

Quando as pessoas que tem a Decisão encontram Respaldo, Segurança, Apoio, o resultado é sempre vitorioso! (Marise Jalowitzki)

(Querendo, procure por filmes, documentários e livro sobre esta desafiante trajetória)


Emoções em lixeiras coloridas - Dinâmica de Grupo



Dinâmica de grupo para trabalhar emoções (sentimentos e sensações, também no ambiente de trabalho), bem como conscientizar para a coleta seletiva do lixo.
(Créditos desta imagem: não encontrei)



Compartilho uma das dinâmicas que criei há algum tempo e que não consta de nenhum de meus livros publicados.

Serve para trabalhar emoções (sentimentos e sensações no ambiente de trabalho) e, ao mesmo tempo, conscientizar para a coleta seletiva do lixo.

Se você gostou, divulgue!

O planeta carece de mais conscientização!

Abraços a todos!






Marise Jalowitzki


Objetivos:
* Trabalhar as emoções que mais acontecem no ambiente de trabalho
* Proporcionar aprimoramento da Comunicação clara e objetiva
* Aprimorar o dia a dia empresarial
* Conscientizar para a coleta seletiva


os diferentes grupos de reciclagem (Créditos da imagem: gabinetebanheiro)


Consiga um exemplar de cada lixeira e as coloque em lugar de destaque (sala, ginásio ou em área livre). Disponha a turma em formato de "U" de forma a que as lixeiras coloridas fiquem uma ao lado da outra na extremidade.

Sentados, distribua a todos uma folha de papel.
Peça que escrevam coisas ruins, que eles sentem ou que vêm em outras pessoas no ambiente de trabalho. Físicos e emocionais. Dê alguns exemplos (se quiser, pode apresentar esta relação já impressa em folha de flipchart ou projetada em telão).

Emocionais
RESSENTIMENTO
RAIVA
TRISTEZA
REVOLTA
VINGANÇA
INVEJA
CIÚME
SABOTAGEM
INCOMPREENSÃO
ARROGÂNCIA

Físicos
ENJÔO
FRAQUEZA
TREMEDEIRA
GAGUEIRA
SUADOR
FRIO NA BARRIGA
NÓ NA GARGANTA
CHORO
TOSSE
ENGASGO

Comente rapidamente sobre cada um dos sentimentos e sensações, explicando que as sensações físicas também podem aparecer em decorrência de sentimentos abafados.

E o quanto é importante:

1) Identificar as sensações, que podem dar pistas de como estão os sentimentos.

2) Contatar com os sentimentos para identificar as reações frente aos fatos e situações do dia a dia. (Ressentimentos, por exemplo, podem se originar de uma coisa boba que, ao não ser trabalhada, pode se tornar numa bola de neve). Enfatizar a importância da Comunicação aberta.

Peça para colocar apenas a palavra que simbolize o sentimento ou a sensação (conforme relação). Podem ser adicionadas livremente novas palavras (Tome nota pois elas servem de pistas para você aprofundar seu trabalho, posteriormente).

Depois que cada um escreveu as palavras escolhidas, solicite que, um a um, leia o que escolheu. Após a leitura em voz alta e breve comentário (para os que quiserem), solicite que o grupo classifique o estrago que cada um desses sentimentos causa e o tempo que cada um desses sentimentos leva para desaparecer.

Por exemplo:
Ressentimento leva mais tempo para desaparecer que tosse?

Deixe o grupo escolher sozinho. Aprove as aproximações.

Tenha uma (ou mais) amostra de cada tipo de material que vai ser colocado em cada lixeira (vidro, plástico, papel, etc.) - o ideal é que cada participante tivesse pelo menos um tipo de lixo-resíduo, para que todos joguem algo em uma das lixeiras.

Após classificar em cinco grupos (ou de acordo com as lixeiras coloridas que estiverem disponíveis), peça que os participantes se candidatem para descartar um tipo de sentimentos e sensações ruins. Para tanto, cada grupo se posta em frente à lixeira respectiva e fala bem alto.

Exemplo:
"NÓS DESCARTAMOS A VINGANÇA, A INVEJA E A ARROGÂNCIA, E LANÇAMOS NA LIXEIRA ....., POIS ESSES SENTIMENTOS RUINS SÃO DANOSOS E LEVAM .... ANOS PARA SE DECOMPOR. COMO DEMORA MUITO PARA SE DECOMPOR, VAMOS EVITAR AO MÁXIMO TER ESSES SENTIMENTOS AQUI E LÁ FORA!" - Aí, jogam alguns vidros, ou latas, ou plástico - tudo de acordo com a lixeira que escolheram.

O texto pode ser entregue para cada participante, também, para proporcionar que todos leiam em vos alta e em conjunto.

São aplaudidos pelos demais colegas.

Seguem-se os outros grupos, todos sendo aplaudidos.

Ao final, pedir para que todos entreguem as folhas em que estão as palavras escritas e solicitar que, em conjunto, todos piquem (rasguem) as folhas, como uma forma simbólica de detonar com as coisas ruins.

Bem solenemente, o facilitador (ou alguém do grupo), dirige-se à lixeira de papéis e atira as palavras. Seguem-se novas palmas.

Deixar um espaço para comentários. Não se preocupar em que "decorem" o que vai em cada lixeira. Bem mais importante é a vivência, o que experimentaram em grupo, que, certamente, será lembrado sempre que atirarem algo nas lixeiras.

Caso der para tirar algumas fotos, estas poderão ser expostas em painel ou divulgadas na intranet.

Sucesso!"

A Giovana, enfermeira da Fleury, deu a seguinte sugestão de fechamento (achei muito legal e adotei):
"Achei muito interessante a dinâmica, pensei que no final, uma vez que a idéia é jogar o lixo em lixeiras recicláveis, essas sensações depois de picadinhas poderiam virar boas sensações. Ou o facilitador entrega papéis com coisas boas escritas ou o próprio grupo pode escrever que boas coisas eles ganhariam ao reciclar as coisas ruins."


Abraços!

Imagem do topo: http://gabinetebanheiro.blogspot.com/2014/07/lixeiras-para-lixo-reciclavel.html

Link original: http://compromissoconsciente.blogspot.com/2010/05/emocoes-em-lixeiras-coloridas-dinamica.html
Link deste post, neste blog:https://marisejalowitzki.blogspot.com/2020/01/emocoes-em-lixeiras-coloridas-dinamica.html








 Marise Jalowitzki é educadora, escritora, blogueira e colunista. Palestrante Internacional, certificada pelo IFTDO - Institute of Federations of Training and Development, com sede na Virginia-USA. Especialista em Gestão de Recursos Humanos pela Fundação Getúlio Vargas. Criou e coordenou cursos de Formação de Facilitadores - níveis fundamental e master. Coordenou oficinas em congressos, eventos de desenvolvimento humano em instituições nacionais e internacionais, escolas, empresas, grupos de apoio, instituições hospitalares e religiosas por mais de duas décadas Autora de diversos livros, todos voltados ao desenvolvimento humano.